As 5 melhores práticas na gestão de máquinas agrícolas e florestais

No agronegócio, uma boa estrutura é sempre fruto de muito trabalho organizado e altos investimentos. Dessa maneira, uma boa gestão da frota se torna indispensável para fazer valer o dinheiro aplicado em equipamentos, sejam semeadeiras, tratores, colheitadeiras ou qualquer outro.

A frota exige inúmeros cuidados, cuidados estes que devem ser tratados com cautela e organização. Assim e somente assim vão aumentar a durabilidade dos equipamentos e fazer suas máquinas trabalharem com eficiência.

Confira as 5 melhores dicas que vão fazer sua frota disparar na produtividade e na entrega de resultados!

1 – Manutenção Preventiva

Todos sabem que a manutenção é fundamental para o bom funcionamento das máquinas agrícolas. Entretanto, não estamos nos referindo apenas a conserto de máquinas com defeitos – Manutenção preventiva é se planejar e estar preparado para adversidades.

É preciso planejar intervenções como inspeção de pneus, suspensão, motor, fluidos e outras peças, garantindo o principal objetivo de produtividade com eficiência, reduzir riscos e custos desnecessários.

2 – Priorização de assistência autorizada

Mesmo com a manutenção preventiva, algumas máquinas eventualmente precisam ser levadas para a assistência técnica.  Assim como sabemos sobre o ramo automotivo, nesses momentos, prefira que elas sejam avaliadas pelas empresas autorizadas pelo fabricante — principalmente se o equipamento ainda estiver no período de garantia.

Outro fator que faz diferença na hora da manutenção é a preferência por peças originais. Se, por algum motivo, o uso da peça original não for possível, prefira itens genéricos que sejam compatíveis com o padrão de qualidade da sua máquina.

3 – Limpeza

Por se tratar de equipamentos utilizados no campo com forte presença de terra, barro e resíduos, o cuidado com a limpeza das máquinas agrícolas acaba se tornando um fator muito importante para a vida útil das máquinas e consequentemente, da produtividade das mesmas.

Manter equipamentos limpos pode reduzir custos com possíveis transtornos causados por acúmulos residuais, além da grande quantidade de sujeira acumulada que pode comprometer o desempenho das máquinas e prejudicar suas peças.

O mais indicado é que a lavagem das máquinas seja feita com ar comprimido ou com detergentes específicos em casos mais graves.

4 – Uso de pneus adequados

Assim como bem conhecemos sobre automóveis, os pneus das máquinas agrícolas também precisam de atenção especial. Os cuidados devem ser regulares, sempre de acordo com o cronograma de      manutenção de cada um dos equipamentos.

Além da qualidade desses componentes, também é importante observar o tipo solo do local onde o equipamento vai trabalhar e a economia de combustível.

5 – Treinamento de operadores

O rendimento de cada equipamento depende diretamente de quem o opera, por isso, a capacitação dos operadores é muito importante para uma boa utilização do maquinário.

Profissionais treinados e capacitados entregam resultados melhores e mais sólidos, são eficientes e sabem aproveitar o máximo potencial de cada máquina. De nada adianta ter ótimas ferramentas em mão, se não são utilizadas da melhor maneira possível.

O treinamento dos operadores não deve ser visto como um gasto, mas sim como um investimento, visto que com operadores capacitados é possível evitar problemas e custos com defeitos.

Agora que você está ciente de tudo isso e sabe o que deve ser feito para transformar e otimizar as suas atividades rurais, quer saber como implementar toda essa estrutura de maneira automatizada e tudo em um único sistema integrado?

A Trace Pack fornece sistemas de controle e gerenciamento que vão manter esses 5 pontos alinhados e funcionando em perfeita harmonia na sua empresa!

Mais informações:
contato@tracepack.com.br
(+55) 43 991201148
tracepack.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

EnglishPortugueseSpanish